em Notícias

Palestrante da Coreia do Sul incentivou as reeducandas da Penitenciária Feminina de Sant’Ana a enxergarem as dificuldades de suas vidas como algo bom 

Na última terça-feira (16) o palestrante sul-coreano Yong Hag Kim, diretor da IYF de Taebaek na Coreia do Sul, visitou a Penitenciária Feminina de Sant’Ana e levou para 150 reeducandas a palestra de educação emocional “A mentalidade que supera o ponto de morte”. Esta foi a terceira palestra realizada na Penitenciária Feminina de Sant’Ana e cerca de um terço das reeducandas teve a oportunidade de ouvir a palestra pela primeira vez. 

O evento começou com o grupo de dança oficial da IYF, The Righteous Stars, apresentações da banda Glória e das professoras da escola de música Sesory do Paraguai, a violinista Jinju Park e a soprano Boda Yu, que encantaram e emocionaram as reeducandas, fazendo-as derramarem lágrimas ouvindo as performances e ovacionarem fortemente. 

O Sr. Yong Hag Kim falou sobre a importância das dificuldades na vida das pessoas e deu como exemplo a árvore Matusalem, conhecida como a mais antiga do mundo com seus 4847 anos de vida. O Sr. Kim disse que podemos superar todas as dificuldades do nosso cotidiano assim como essa árvore. “Vocês não gostam de passar por dificuldades, certo? Por não gostarmos de dificuldades não devemos fugir delas, assim como a árvore Matusalem que não teve como fugir do frio e do calor, se fortaleceu e dá folhas até hoje nós também podemos aprender com coisas que não gostamos”. 

Para superar um limite, o sr. Kim disse que é necessário ter alguém que instrua e conduza a pessoa até a superação. Assim como em maratonas os treinadores incentivam os competidores a continuarem mesmo quando não aguentam mais e estão nos chamados pontos de morte. Para superarem uma dificuldade também precisam da ajuda de outra pessoa. “Quando o coração flui, somos felizes. Por que as pessoas estão sofrendo? Porque não superaram o seu limite. Superando o pensamento de vocêsserão felizes”. 

Para encerrar o palestrante contou como as reeducandas podem ser felizes. “Vocês se tornam pessoas felizes quando em seus corações decidem ser felizes. Se vocês pararem e anotarem motivos para serem felizes em seus corações vão ser realmente felizes. Vocês devem permitir a felicidade em seus corações”. Ele também propôs que elas escrevessem cartas para seus familiares contando seus corações, dizendo que sentem saudade e os amam ou pedindo desculpas se tivessem arrependimentos. “Se vocês são pessoas que transmitem seus corações, são muito felizes. Mais do que a que recebe, uma pessoa que pode dar algo é muito feliz, vocês podem dar seus corações para outras pessoas e isso fará vocês felizes. Entreguem seus corações para as pessoas. Espero que vocês colidam, superem e floresçam em suas vidas”.

As reeducandas com grandes sorrisos em seus rostos aplaudiram o sr. Yong Hag Kim de pé e agradeceram pela palestra, elas aguardam ansiosamente pela próxima palestra de educação emocional e saíram do evento animadas e esperançosas. 

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar