em IYF São Bernardo do Campo, Noite Cultural, Notícias, Notícias IYF Voluntários

No dia 20 de outubro foi realizada a Noite Cultural da IYF na Escola Estadual de Ensino Integral Senador Robert Kennedy, São Bernardo do Campo. Esta edição foi especial pois foi uma das programações do “Acampadentro”, evento realizado pela instituição escolar. Cerca de 35 voluntários prepararam o evento e ele contou com a presença de cerca de 200 espectadores.

Plateia da Noite Cultural

A Noite Cultural desta edição contou com duas danças do grupo oficial da IYF, The Righteous Stars, e danças culturais de 5 regiões diferentes: Ilhas Fiji (Oceania), África, China (Ásia), América do Sul e Jamaica (América do Norte), além de uma palestra de educação emocional ministrada pelo presidente da IYF Brasil, Daniel Jo com o tema “Resiliência”.

Dança das Ilhas Fiji – Pate Pate

Palestra de educação emocional

Diretor Edson

Usando o exemplo do peixe Koi, o palestrante explicou a importância dos desafios e dificuldades para o desenvolvimento emocional de uma pessoa.

“Esse mesmo peixe, sendo criado em ambientes diferentes, pode aumentar muito o seu tamanho. Por quê? Porque a dificuldade nos faz crescer. Em um aquário o Koi não tem predadores, por isso não tem que se defender, mas em um rio ele tem muitas dificuldades e, para sobreviver, ele precisa crescer.”

Em seguida ele complementou: “Se sempre fugirmos dos nossos problemas, nossa mentalidade acaba enfraquecida”.

A coordenadora Elis também comentou sobre a recepção dos alunos à Noite Cultural: “Os pontos que se destacaram foram as danças que promoveram a diversidade cultural, uma viagem pelo mundo e a palestra que veio de encontro aos conflitos vivenciados pelos jovens”.

Os voluntários da IYF, que trabalham com grandes sorrisos em seus rostos e alegria em seus corações, também tiveram momentos muito felizes realizando o evento, pois sabiam que estavam ajudando a levar esperança àquele local.

“Quando estávamos lanchando eu brinquei com uma professora da escola e ela me disse ‘Você tem que abrir o coração’. Quando eu ouvi aquilo fiquei muito grata porque ela ouviu a palestra”, contou Thainá Nunes, voluntária da IYF.

“Achei o tema relevante. O palestrante se expressou bem, dialogou conosco de maneira objetiva e direta, pontuou ações de gerenciamento das emoções para então alcançar nossos objetivos, demonstrar empatia e manter relações positivas com nossos pares.” THALES TATSUYA FURUGUEM TSUDA, estudante do 1º ano do Ensino Médio.

 

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar